O principal objetivo da RENASIC é elevar a competência brasileira em Segurança da Informação e Criptografia (SIC) ao nível dos países mais desenvolvidos em C&T, pelo estabelecimento e efetivo aumento da integração das pesquisas brasileiras que acontecem nas universidades, institutos de pesquisa, órgãos governamentais e empresas.

Objetivos Específicos da RENASIC

  • Estabelecimento de um nível de excelência das pesquisas nacionais nas áreas de Segurança da Informação e Criptografia, por intermédio dos seguintes instrumentos:
    • E-integração: portal colaborativo, fóruns virtuais e listas de distribuição de e-mails;
    • Workshops, seminários e congressos para acolher as necessidades de todos os parceiros relevantes, criar consenso sobre as agendas de pesquisa integrada, apresentações científicas e sessões de interação coletiva (brainstorming);
    • Visitas de intercâmbio entre os pesquisadores e doutorandos;
    • Cursos de durações diversas;
    • Concessão de bolsas de mestrado, e pós-doutorado em Universidades de excelência no país ou no estrangeiro;
    • Desenvolvimento de uma infra-estrutura comum.
  • Fortalecimento e integração das pesquisas em Segurança da Informação e Criptografia no Brasil, diminuindo a atual fragmentação das competências através da criação de uma infra-estrutura de pesquisa e de sua organização em laboratórios virtuais e, assim, estabelecer uma agenda de pesquisa e de projetos conjuntos nessas áreas.
  • Estabelecimento de Laboratórios Virtuais que visem fomentar a pesquisa entre os membros da RENASIC; cada Laboratório Virtual terá vários grupos de trabalho; esta subestrutura será reavaliada periodicamente. A rede será organizada a fim de garantir que os Laboratórios Virtuais cooperem estreitamente no sentido de atingirem os objetivos comuns.
  • Melhoria do estado da arte na teoria e prática da Segurança da Informação e Criptografia no Brasil, igualando-a aos grandes centros internacionais:
    • Aumento de nossa compreensão dos algoritmos e protocolos existentes;
    • Expansão das bases teóricas da Segurança da Informação e Criptografia; e
    • Desenvolvimento de melhores algoritmos criptográficos, protocolos e implementações, obedecendo às seguintes diretrizes: alta performance, baixo custo, alta segurança.
  • Desenvolvimento de uma infra-estrutura comum que inclui: ferramentas para a avaliação dos algoritmos de criptografia; ambientes de avaliação para hardware e software criptográficos; instrumentação física e lógica para análise de ataques secundários (side-channel atacks), suas respectivas contramedidas, além de ferramentas para avaliação dos esquemas de defesa cibernética e forense computacional.

Estrutura

A RENASIC, vinculada ao CDCiber – Centro de Defesa Cibernética, do Comando do Exército, tem a seguinte estrutura, a qual está sendo permanentemente revista de forma a adequá-la às circunstâncias científicas e estratégicas do momento:

  1. Um Comitê Diretor
  2. Um Comitê Técnico Científico
  3. Oito áreas de concentração organizadas em Laboratórios Virtuais, nome atribuído em função da extensa utilização das ferramentas de Web disponíveis:
  4. Grupos de Desenvolvimento no âmbito de cada Laboratório Virtual, congregando as equipes das áreas mais especializadas
  5. Entidades Associadas à RENASIC por meio de convênios: governamentais ou privadas; pequenas, médias ou grandes; nacionais ou internacionais.

Organograma

A figura a seguir mostra a estrutura analítica do projeto RENASIC:

Metodologia de Implantação

O projeto será implantado em três fases, sendo a primeira de duração de um bimestre e as duas seguintes de um ano cada. Os seguintes instrumentos serão utilizados ao longo da implantação da RENASIC:

  • Portal colaborativo e listas de distribuição de mensagens
  • Reuniões periódicas intra e inter Comitês Diretor e Científico Tecnológico
  • Workshop no domínio de cada Laboratório Virtual
  • Ferramentas de web que possibilitem reuniões virtuais
  • Cursos presenciais interdisciplinares de curta duração (40 Hs)
  • Bolsas de estudo para pesquisa e desenvolvimento no âmbito de cada Laboratório Virutal
  • Palestras e cursos de curta duração por renomados pesquisadores brasileiros ou estrangeiros em áreas específicas, particularmente aquelas de maior carência nacional
  • Revista científica na área de Segurança de Informação e Criptografia (ENIGMA)
  • Seminário Anual - SENASIC (Seminário de Segurança de Informação e Criptografia)
  • Processo para gradual adesão de Entidades Associadas por meio de acordos de parceria
  • Desenvolvimento de projetos específicos, de interesse do governo ou das Entidades Associadas

Documentos

Sumário Executivo do Relatório do 2º Semestre de 2014 Download
Projeto FINEP para implantação da RENASIC - Versão 6 de março de 2012 Download
Portaria de Abertura da RENASIC - Nº 31 de 6 out 2008 Download